Encontra-se já em fase de obra o investimento que a Santa Casa da Misericórdia de Cano vai fazer na recuperação do seu património imobiliário, e que conta com o apoio do Município de Sousel.

A ideia da recuperação do património da Santa Casa da Misericórdia de Cano, concretamente da Igreja e restante património imobiliário pertencente à instituição, surgiu da actual provedoria, a qual decidiu candidatá-la ao Fundo Rainha Dona Leonor, da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
O projecto de recuperação, no montante de cerca de três mil euros, que esteve na origem da candidatura ao Fundo Rainha D. Leonor, foi pago pela Câmara Municipal de Sousel e o projecto conta agora, após aprovação da candidatura, com um financiamento de 90% correspondente a cerca de 115 mil euros, por parte do Fundo Rainha D. Leonor, sendo que os restantes 10%, que correspondem a cerca de 13 mil euros, serão assumidos pela autarquia.
Manuel Valério, presidente da Câmara de Sousel, António Dâmaso, vice-presidente, José Leão, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Cano e a equipa do Fundo Rainha D. Leonor, visitaram recentemente a obra, que já decorre desde do início de Janeiro e está a ser conduzida por um empreiteiro do concelho.
O concelho de Sousel e a vila de Cano ficam gratos ao Fundo Rainha D. Leonor e, em particular, a Inez Ponte Dentinho e à sua equipa, pelos aconselhamentos iniciais, pela aprovação da candidatura e pelo acompanhamento das obras, que tornou possível a aprovação desta candidatura que vai permitir à instituição restaurar parte significativa do núcleo histórico da Santa Casa mas também da freguesia.

 

Mais Notícias