Um motorista de autocarro de uma empresa rodoviária de transporte de passageiros foi, na tarde de ontem, e alegadamente na sequência de uma denúncia anónima, fiscalizado pelo Destacamento de Trânsito da GNR, enquanto fazia um serviço de transporte de passageiros em Monforte, tendo acusado uma taxa de alcoolemia acima da permitida por Lei.

De acordo com fonte da GNR, os militares procederam à fiscalização do veículo e do motorista, o qual, num primeiro teste de despistagem, acusou uma TAS acima de 0.2 g/l, que é considerada contra-ordenação para condutores de veículos pesados de passageiros, tendo sido, em seguida, conduzido ao Posto da GNR de Arronches para um segundo teste, o qual fez prova para o auto de contra-ordenação que foi levantado.
Uma vez que a TAS apresentada não estava acima do valor que é considerado crime, o processo seguiu para a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Mais Notícias